quinta-feira, outubro 05, 2006

A "nova" Liga

Hermínio Loureiro tomou finalmente posse como presidente da Liga. Durante o seu discurso fez questão de nos recordar, de nos recordar, que é e será por muito tempo, por muito tempo, um homem ligado à politica, ligado à politica, devido ao tipo de discurso repetitivo, repetitivo, repetindo sistemáticamente fragmentos da sua palestra, da sua palestra. Cansados desta pequena demonstração? Então agora imaginem o que é ouvir uma pessoa, do qual todos esperamos ideias práticas e objectivas, discursar desta forma durante algumas horas!

O seu discurso, entre o projecto da taça da liga e o torneio de abertura, baseou-se na "denuncia" e na "promessa" de combate aos problemas que todos sabemos existir no futebol português... Mas será impressão minha ou até mesmo as pessoas que não acompanham o futebol sabem quais são esses problemas?! Não há ninguém que possa rotular o discurso, do antigo secretário de estado do desporto, de negativo. Foi positivo porém poético demais, isso é certo. Por isto permitam-me que fique muito céptico em relação à sua aplicação prática. Desejo estar enganado, sinceramente!

Não posso deixar de referir a frase com que o agora presidente da Liga terminou o seu discurso: "Não esperem que diga tudo o que faço, mas podem ter a certeza que farei tudo o que digo!" Quando ouvi isto dei comigo a pensar algo do género: "... então mas isto era exactamente o que o antigo presidente fazia, senão vejamos; ele não dizia que para além de presidente era telefonista, e na realidade era... e de facto, ele dizia que não tinha medo de ninguém, e não é que não tinha mesmo!"

Mas isto sou eu que não vejo com bons olhos a permanência do major na Liga e os acordos feitos com os clubes que fizeram questão se sentar na primeira fila da assistência!

Sincera boa sorte para o novo presidente da Liga... Bem a vai precisar!
|

Subscrever
Mensagens [Atom]